English French German Spain Italian Dutch Russian Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

efeito

TABRA

separacao

TABRA - Câmara Arbitral do Brasil



 
Câmara Privada de MEDIAÇÃO, CONCILIAÇÃO e ARBITRAGEM, presencial e On-line, entidade constituída legalmente nos moldes da Lei Nº 13.105 / 2015 do Novo Código de Processo Civil - CPC e da Resolução Nº 125 do Conselho Nacional de Justiça - CNJ, com escopo na Lei Federal Nº 13.140 / 2015 de MEDIAÇÃO e Lei Federal Nº 9.307 / 1996 de ARBITRAGEM. 

O Brasil, dentro do contexto da economia, é parte da Convenção de Nova York de 1958 sobre o Reconhecimento e a Execução de Sentenças Arbitrais Estrangeiras. Ele necessita de instrumentos de administração de Conflitos e Litígios, com atributos da ARBITRAGEM:


 Agilidade / Confidencialidade / Segurança / Imparcialidade / Especialização Técnica / Economicidade / Flexibilidade / Informalidade.

A lentidão da justiça brasileira pode, agora, ser afastada através da Mediação, Conciliação e Arbitragem, tanto nos processos de origem Civil, como Comercial, é uma tendência mundial, assentada na rapidez das decisões, na crescente complexidade dos contratos e no conhecimento técnico dos Árbitros Mediadores e Conciliadores.


 
Por que o  TABRA – Câmara Arbitral do Brasil?



Ao escolher o TABRA - Câmara Arbitral do Brasil como instituição responsável pela administração do Procedimento Arbitral, as partes garantem a condução do procedimento de forma Célere, Confidencial e Flexível, respeitando-se sempre os Princípios da Arbitragem.

Além disso, possui ampla  infraestrutura, apta a sediar reuniões e audiências, um serviço eficiente, com preços altamente competitivos, a
tua como Auxiliar da Justiça, na pacificação de Conflitos e na solução dos Litígios, está à disposição de toda a sociedade, pessoas físicas e jurídicas, com CNAE nº 6911702, registro em cartório nº 113480PJ0065692597/16, atendendo em âmbito Nacional e Internacional, atuante em qualquer conflito que possa ser contratado, transacionado e que a parte possa negociar, dentro dos direitos patrimoniais Disponíveis, de acordo com o Art. 3º e Art. 82º da Lei Federal nº 9.307/1996.

Os Mediadores, Conciliadores e Árbitros (Juizes de fato e de direito quando na função) são especializados, capacitados, pós-graduados, e estarão presentes em todas as etapas dos procedimentos, trazendo soluções rápidas, possibilitando decisões éticas, justas e com a mesma validade das decisões proferidas pelo poder judiciário, além de estarem qualificados para auxiliar os clientes na solução de disputas ad hoc ou institucional,  sobressaíndo-se pela proatividade e criatividade.

O TABRA - Câmara Arbitral do Brasil é cadastrado perante o Tribunal de Justiça – TJSP, por meio do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflito - NUPEMECnos termos do art.1º. e seguintes do  Provimento 2287/15 TJSP.

O Juiz coordenador do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC), Dr. Ricardo Pereira Junior, aborda a importância dos Métodos Adequados de Solução de Conflitos - MASC e a parceria de Câmaras Privadas dentro do Poder Judiciário, bem como o novo mercado de trabalho, visto a profissionalização da atividade do Mediador, Conciliador e Arbitros na consequente necessidade de capacitação técnica adequada para atuação.



 
 Princípios  Operacionais de Trabalho:



I    - A imparcialidade dos Mediadores, Conciliadores e Arbitros;

II   - A isonomia entre as partes; 

III  - A oralidade; 

IV -  A informalidade; 

V  -  A autonomia da vontade das partes e a sua Voluntariedade;

VI  - A busca do consenso; 

VII - A confidencialidade; 

VIII- A boa-fé. 



 
Reflexão:


 
"A República não precisa de fazer-se terrível, mas de ser Amável; não deve perseguir, mas CONCILIAR; não carece de vingar-se, mas de esquecer; não tem que se coser na pele das antigas reações, mas que alargar e consolidar a liberdade." 
 
Ruy Barbosa.

 
Não fortalecerás os fracos, por enfraqueceres os fortes. Não ajudarás os assalariados, se arruinares aquele que os paga.
Não estimularás a fraternidade, se alimentartes o ódio."

 
Abraham Lincoln.

 
"A justiça atrasada não é justiça, senão, injustiça qualificada e manifesta".
 
Ruy Barbosa.

 
"Que DEUS me dê a serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, coragem para mudar as que posso e
sabedoria para distinguir umas e outras."

 
Abraham Lincoln.





 
 
 
 
Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
Nome: 
E-mail: 
Cidade: 
2109 Repita o
código:
redesp_facebook.pngredesp_youtube.pngredesp_linkedin.pngredesp_instagram.png

TABRA - Câmara Arbitral do Brasil / Todos os direitos reservados.